Pesquisar no blog

COMO CULTIVAR: Violetas


Violeta! Esta é plantinha maravilhosa e ainda pode ser encontrada em diversas cores. Ela se adapta bem a ambientes internos, desde que bem iluminados, e pode florescer durante todo o ano.



Descrição

Planta herbácea, perene, com caules curtos, ramificados, de cor verde escuro, quer um pequeno caule rematado por uma roseta de folhas, quer um caule rastejante e ramificado com folhas alternas. As folhas são em forma de coração, ovais a arredondadas, sendo os pecíolo pecíolos são carnudos e verde-claros.

Nas plantas adultas, os pedúnculos nascem de todas as axilas das folhas. Cada pedúnculo ramifica-se junto à extremidade, surgindo de cada ramo um pequeno cálice verde-claro que suporta a corola, com cinco lobos.

A corola, tubular, não excede em comprimento 0,5cm e os lobos abrem-se tanto que mais parecem cinco pétalas separadas. Embora as flores da espécie original sejam singelas - têm apenas uma camada de pétalas -, algumas das variedades e alguns dos híbridos possuem numerosas camadas de pétalas.

Há diversos cultivares de violetas reconhecidos pelas cores das flores que variam entre branca, rosa, roxa até bicolor, como rosa com borda branca.

Hoje, devido aos inúmeros processos de hibridação, existem 18 espécies e cerca de 6 mil variedades e novas continuam surgindo, por isso tamanha variedade nas coes de suas flores

Gostam que o ambiente não seja muito quente durante o dia nem muito frio à noite. As violetas gostam de calor moderado para que não haja prejuízo em seu crescimento e florescimento. É uma planta sensível ao excesso de água, porque apresenta raízes muito finas e exige substrato com boa aeração.

Os antigos gregos consideravam a violeta um símbolo de fertilidade e amor, utilizando-a em poções de amor. Muito conhecida desde a antiguidade, tendo sido muito utilizada para fins medicinais. Começou a ser utilizada desde 1829 na Homeopatia, pelo médico alemão M. Staptf no tratamento de sinusites e reumatismo.




Época de Floração da violeta

Fim do Inverno, até ao Verão, dependendo das zonas, mas cultivadas em condições apropriadas, estas plantas continuarão a crescer e a florir durante o ano. No entanto, o tamanho das flores e das folhas nem sempre é previsível, já que o aspecto das variedades e dos híbridos depende frequentemente das condições em que os mesmos são cultivados.

Época de Plantio da violeta

A melhor época de plantio é quando a planta está sem flores, conhecida como estado vegetativo.

Clima para o cultivo

Estas plantas desenvolvem-se bem a temperaturas de 18-24ºC. Uma flutuação de 3º para além destes níveis pode eventualmente interromper o crescimento. É indispensável um elevado grau de umidade; coloque os vasos em tabuleiros com seixos molhados e pendure pratos com água sob os cestos suspensos.

Requerimento de luz

Durante todo o ano exponha estas plantas a luz forte, mas não a sol directo. Duas ou três horas diárias de sol velado beneficiarão as saintpáulias. Coloque de preferência junto a uma janela voltada para o nascente. Uma boa dica para garantir o crescimento simétrico da violeta é ir virando o vaso, semanalmente, obedecendo sempre o mesmo sentido. Também se desenvolvem bem sob luz artificial. Se expostas a luz adequada e satisfeitas outras condições necessárias, estas plantas florirão continuamente




Dimensões da Planta

Alcançam tamanho de 15 a 20 cm.

Plantio em sementeiras

Em local definitivo no início da Primavera ou no Outono. Em estufa na Primavera/Verão e início do Outono.

Como criar Mudas da violeta

Retire da violeta sem flores as folhas mais velhas, geralmente as maiores, com o auxílio de um estilete bem afiado. Corte rente à base tomando cuidado para não ferir a violeta e manter a integridade do pecíolo (o caule que liga a folha à planta).
Coloque no vaso plástico o substrato de sua preferência e encharque-o sob água corrente. Não mergulhe o substrato em água parada para evitar possíveis contágios com fungos e bactérias. Deixe a água ser drenada naturalmente.
Enterre a folha no substrato molhado pelo pecíolo. Faça isso uma folha por vez.
Cubra o vaso com o plástico transparente; isso evitará a perda de umidade. Deixe o vaso em um local que receba luz solar de maneira indireta.
Dentro de um período médio de três dias – podem haver variações devido a fatores climáticos – a folha de violeta ira desenvolver pequenas raízes. Durante esse período, prepare o substrato para plantio.
Esse substrato precisa ser bem aerado, sem torrões e rico em nutrientes como potássio e cálcio, com pH próximo da neutralidade. Existem kits de aferição de pH em lojas de jardinagem.
Insira o substrato devidamente tratado no vaso cerâmico sem comprimi-lo.
Faça uma cavidade com o dedo, coloque a folha com raízes nele sem introduzi-la demais no substrato e fixe-a suavemente com os dedos.

A partir daí, basta cuidar da recém-criada violeta com os cuidados básicos: regar apenas o substrato, evitando molhar as folhas e as futuras flores; manter o substrato sempre úmido sem encharcamento; manter a violeta longe da luz solar direta; reforçar a adubação mensalmente.

Preparo do solo

Use uma mistura composta por partes iguais de turfa de musgo, perlite e vermiculite e acrescente três ou quatro colheres de sopa de pó de dolomite para cada quatro medidas (uma medida = 2dl) da mistura.

Como montar um vaso para receber a violeta

Plante as violetas em forma de roseta em vasos ou outros recipientes baixos. Para calcular o tamanho conveniente do recipiente, meça o diâmetro da roseta e escolha um recipiente com o diâmetro de cerca de um terço do da planta. Não deve ser necessário um vaso de dimensões superiores a 12-16 cm. As variedades miniatura e as plantas rastejantes jovens podem também ser cultivadas em vasos, mas as rastejantes adultas devem ser cultivadas em cestos suspensos, onde os caules dispõem de mais espaço para enraizar.

Adubação

O ideal é adubar num intervalo de 15 em 15 dias, mas nunca no centro, somente ao redor da planta, uma colher de café é o suficiente para os vasos em que elas normalmente são vendidas. O adubo químico do tipo NPK 4-14-8 ou os específicos para violetas (são vendidos em caixinhas com a especificação fertilizantes para violetas) são facilmente encontrados e a aplicação é desejável.

Manutenção da violeta

Regue moderadamente estas plantas, o suficiente para umedecer a mistura a cada rega, mas deixando secar a camada superior antes de regar de novo. Um excesso de rega em qualquer altura pode provocar apodrecimento das raízes. O ideal é colocar água apenas uma vez por semana no Inverno, duas vezes no Verão, evitando encharcar. Evite molhar as folhas. Se após regar a planta escorrer água para o prato retire, evitando assim que este fique água. Quando as flores estiverem a murchar deverão ser cortadas, assim como também se devem eliminar as folhas secas ou machucadas, para prolongar a floração.



fonte: http://quintaldarosi.blogspot.com.br/, http://flores.culturamix.com/, http://revistagloborural.globo.com/, http://jardinagemepaisagismo.com/, http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao
Abraços, beijinhos! Falem comigo, ok? Vou adorar!


As fotos e imagens aqui publicadas, bem como seus direitos autorais, pertencem aos seus respectivos proprietários. A minha fonte de pesquisa de todas elas está citada em todos os posts. Caso você seja proprietário de alguma imagem e queira que o seu link seja mencionado, entre em contato comigo, para que eu possa fazer as devidas alterações. Se você levar alguma imagem, seja gentil e mencione sua fonte de pesquisa. PS: Neste blog ainda não se adotam as novas regras de ortografia