Quer seguir o Jardim da Terra? Digite seu e-mail aqui:

COMO CULTIVAR: Strelitzia ou Ave do Paraíso

Ela é considerada a flor-símbolo de Los Angeles e o belo e inusitado formato das flores da Strelítzia renderam à espécie o nome de Ave-do-paraíso. 

Suas pequenas flores alaranjadas são ricas em néctar e despontam quase o ano todo. Além disso apresentam longa duração atraindo muitos beija-flores para o jardim.

Popularmente, ela é mais conhecida como "ave-do-paraíso", apesar de receber também outros nomes, dependendo da região, mas seu nome botânico é Strelítzia reginae. 


Segundo se sabe, o nome 'strelítzia' foi escolhido em homenagem à rainha Charlotte Sophia, duquesa de Mecklenburg Strelitz e esposa do rei George III, da Inglaterra.

Nos jardins, a strelítzia faz muito sucesso, formando vistosos maciços sobre os gramados, mas é na composição de arranjos e decorações florais que ela mostra a sua maior glória: suas flores, belas e exóticas, dão um show de durabilidade, colorido e versatilidade.

De um modo geral, as estrelítzias são de fácil cultivo e requerem poucos cuidados, sendo de grande utilidade para a composição de arranjos florais e decoração de ambientes, pois dificilmente são atacadas por problemas que possam danificar suas pétalas e folhas.


Descrição

Planta herbácea perene de grandes folhas verde-acinzentadas e nervura avermelhada, inseridas em rizoma em formato de roseta basal.

Flores vistosas em longo pecíolo com bráctea de cores variegadas protegendo a inflorescência em cor amarelo-ouro.


Época de floração da Strelítzia

Ano todo em clima quente, Verão, Primavera. A floração da Strelítzia não depende de fotoperíodo ou de mudanças na temperatura do meio ambiente onde ela é cultivada. Ela acontece quando a planta atinge um porte adequado à floração, ou seja, quando a planta é adulta.

Época de plantio da Strelítzia

Primavera, Verão, Ano todo em clima quente.


Requerimento de Luz da Strelítzia

Sol Pleno, Meia Sombra, Luz Filtrada. A Strelítzia pode ser cultivada em praticamente qualquer lugar que receba sol, tanto direto quanto indireto. Devido a sua grande resistência, não há problema em cultivá-la a pleno sol se necessário; já, em interiores, deve-se observar que mesmo que a planta viva bem com pouca luz, é importante que exista no mínimo alguma luz.

Como plantar Strelítzia

A Strelítzia apresenta um maior desenvolvimento nas condições de climas tropical e subtropical, de preferência em regiões onde a temperatura durante o período da noite não seja inferior a 12°C. O solo deve ser fértil e de boa profundidade, não sujeito a encharcamentos.

- Espaçamento: o plantio é feito preparando-se o solo com aração com profundidade de 20 a 25 centímetros e gradagem para quebra de torrões. O espaçamento utilizado é de 50 cm x 1,20 m. As covas devem ter 20 a 25 cm de largura por 20 a 25 cm de profundidade.

Preparando o solo para receber a Strelítzia

Misture cinco litros de esterco bem curtido em cada cova, e se o solo for muito argiloso podem ser acrescentados outros cinco litros de areia. Tanto o esterco como a areia devem ser muito bem misturados ao solo que retornará à cova. A adubação é feita segundo a análise do solo. A adubação de manutenção é feita em pelo menos duas aplicações anuais.

Produção de mudas de Strelítzia

A Strelítzia pode ser propagada tanto por sementes como por divisão de rizomas, a partir de touceiras. A divisão de rizomas oferece como vantagem uma produção mais precoce, enquanto, a multiplicação por sementes exige mais tempo de cultivo no viveiro, até a fase de comercialização.


Plantio de sementes de Strelítzia

A semente de Strelítzia apresenta um tegumento impermeável muito duro, que dificulta a sua germinação, sem que seja feito nenhum tratamento. Essa dureza do tegumento vai aumentando à medida que as sementes ficam armazenadas, dificultando cada vez mais a germinação. Para permitir a germinação, amolecendo o tegumento, é feito um tratamento dividido em duas partes:

1- banho em ácido sulfúrico por 5 a 10 min;
2- lavagem cuidadosa em água corrente.

As sementes, então, são colocadas para germinar em leito de sementeira, com substrato de areia. A germinação acontece em um prazo que varia de 10 a 20 dias depois da semeadura, com bons resultados.

Plantio do rizoma de Strelítzia

O processo de produção de mudas de estrelícia é cíclico: primeiro, cultiva-se a planta-mãe, para, depois, dividi-la, formando as plantas filhas. Daí em diante, esse processo se repete sucessivamente. 

O primeiro passo do processo de divisão do rizoma é a seleção da planta-mãe. Deve-se procurar as plantas mais vigorosas, com touceiras bem perfilhadas, onde possamos identificar perfilhos bem definidos e saudáveis, para se ter maior rendimento em termos de número de mudas.

Irrigação

É fundamental e deve ser feita com frequência suficiente para manter-se o solo sempre umedecido, devendo-se evitar o encharcamento.



fonte: http://www.tecnologiaetreinamento.com.br/ - http://www.tocadoverde.com.br/ - http://www.fazfacil.com.br/ - http://jardinet.blogspot.com.br/ - http://www.jardimdeflores.com.br/ - http://www.cpt.com.br/

10 comentários:

  1. O artigo é foi muito bem escrito e dá uma ótima idéia geral. Porém, estou com dificuldades de localizar uma explicação para o problema que venho observando a quase dois anos. Minha strelitzias estão necessitando de ajuda para abrir as flores, é como se estivessem fracas para efetuar a força do parto. O que posso fazer além de cortar fazendo um rasgo na parte verde que encobre a flor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Samira, preciso de mais informações sobre onde suas flores estão plantadas. Estão plantadas em vaso ou diretamente no solo? Qual região você mora (para eu poder pesquisar o clima)? Ela está plantada em sol pleno ou meia sombra? De quanto em quanto tempo você aduba? Quantas vezes na semana você as irriga?

      Excluir
  2. Num mesmo jardim, em uma distancia de uns 5 metros, tenho dois maciços dessa planta, mas percebi que uma delas dão flores normalmente, mas a outra na mesma idade ainda não, alguma idéia, ou alguma dica para esse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi César! Bom, tenho algumas idéias. Vamos lá: primeiro apostaria na quantidade de luz que cada um dos maciços recebe, se for diferente isso irá influenciar na floração. Outro aspecto muito comum é o tipo de planta que está junto com o maciço, pois algumas plantas podem "sugar" mais nutrientes do terreno que outras. Por enquanto, essas são minhas sugestões, mas se você me der mais detalhes posso verificar mais.

      Excluir
  3. Olá, estou tentando entender como manejar a strelitzia, no meu jardim tem uma touceira e elas estão com as flores todas secas, com pequenas sementes, uma ou outra flor está bem, as outras todas secas, não sei se pode arrancar, se deixa fazer o ciclo. Elas recebem luz solar direta e estamos em Curitiba, clima mais frio, tem recebido bastante água da chuva e também de regas. As folhas estão verdes, mas as flores todas secas, é normal? Deixo cair as sementes? Se puder me orientar agradeço.

    ResponderExcluir
  4. Oi Alessandra, de um modo geral para acelerar o processo de surgimento de outras flores o ideal é cortar as flores já secas, pois elas consomem os nutrientes que poderiam ir para outras plantas. Mas normalmente deixamos cair as sementes mesmo deixando o clico natural da planta. Se você tiver tempo pode cortar, mas se não... Cuidado na hora de regar as suas plantas, o solo deve estar úmido, mas nunca encharcado. ok? Como o clima aí é mais frio você não terá a strelitzia em toda a sua floração, mas ajuda uma adubação com esterco de boi e também um retoque com substrato novo, afofando a terra todo o ano.

    ResponderExcluir
  5. Afofe a terra todo o ano e adube duas vezes ao ano.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia! Gostaria de saber se exite uma época certa para plantar ela? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, você pode plantar a strelítzia o ano todo, exceto nos estados mais frios do Brasil. Agora, a melhor época do ano para o plantio é a primavera.

      Excluir