Pesquisar no blog

COMO CULTIVAR: Strelitzia ou Ave do Paraíso

Ela é considerada a flor-símbolo de Los Angeles e o belo e inusitado formato das flores da Strelítzia renderam à espécie o nome de Ave-do-paraíso. 

Suas pequenas flores alaranjadas são ricas em néctar e despontam quase o ano todo. Além disso apresentam longa duração atraindo muitos beija-flores para o jardim.

Popularmente, ela é mais conhecida como "ave-do-paraíso", apesar de receber também outros nomes, dependendo da região, mas seu nome botânico é Strelítzia reginae. 


Segundo se sabe, o nome 'strelítzia' foi escolhido em homenagem à rainha Charlotte Sophia, duquesa de Mecklenburg Strelitz e esposa do rei George III, da Inglaterra.

Nos jardins, a strelítzia faz muito sucesso, formando vistosos maciços sobre os gramados, mas é na composição de arranjos e decorações florais que ela mostra a sua maior glória: suas flores, belas e exóticas, dão um show de durabilidade, colorido e versatilidade.

De um modo geral, as estrelítzias são de fácil cultivo e requerem poucos cuidados, sendo de grande utilidade para a composição de arranjos florais e decoração de ambientes, pois dificilmente são atacadas por problemas que possam danificar suas pétalas e folhas.


Descrição

Planta herbácea perene de grandes folhas verde-acinzentadas e nervura avermelhada, inseridas em rizoma em formato de roseta basal.

Flores vistosas em longo pecíolo com bráctea de cores variegadas protegendo a inflorescência em cor amarelo-ouro.


Época de floração da Strelítzia

Ano todo em clima quente, Verão, Primavera. A floração da Strelítzia não depende de fotoperíodo ou de mudanças na temperatura do meio ambiente onde ela é cultivada. Ela acontece quando a planta atinge um porte adequado à floração, ou seja, quando a planta é adulta.

Época de plantio da Strelítzia

Primavera, Verão, Ano todo em clima quente.


Requerimento de Luz da Strelítzia

Sol Pleno, Meia Sombra, Luz Filtrada. A Strelítzia pode ser cultivada em praticamente qualquer lugar que receba sol, tanto direto quanto indireto. Devido a sua grande resistência, não há problema em cultivá-la a pleno sol se necessário; já, em interiores, deve-se observar que mesmo que a planta viva bem com pouca luz, é importante que exista no mínimo alguma luz.

Como plantar Strelítzia

A Strelítzia apresenta um maior desenvolvimento nas condições de climas tropical e subtropical, de preferência em regiões onde a temperatura durante o período da noite não seja inferior a 12°C. O solo deve ser fértil e de boa profundidade, não sujeito a encharcamentos.

- Espaçamento: o plantio é feito preparando-se o solo com aração com profundidade de 20 a 25 centímetros e gradagem para quebra de torrões. O espaçamento utilizado é de 50 cm x 1,20 m. As covas devem ter 20 a 25 cm de largura por 20 a 25 cm de profundidade.

Preparando o solo para receber a Strelítzia

Misture cinco litros de esterco bem curtido em cada cova, e se o solo for muito argiloso podem ser acrescentados outros cinco litros de areia. Tanto o esterco como a areia devem ser muito bem misturados ao solo que retornará à cova. A adubação é feita segundo a análise do solo. A adubação de manutenção é feita em pelo menos duas aplicações anuais.

Produção de mudas de Strelítzia

A Strelítzia pode ser propagada tanto por sementes como por divisão de rizomas, a partir de touceiras. A divisão de rizomas oferece como vantagem uma produção mais precoce, enquanto, a multiplicação por sementes exige mais tempo de cultivo no viveiro, até a fase de comercialização.


Plantio de sementes de Strelítzia

A semente de Strelítzia apresenta um tegumento impermeável muito duro, que dificulta a sua germinação, sem que seja feito nenhum tratamento. Essa dureza do tegumento vai aumentando à medida que as sementes ficam armazenadas, dificultando cada vez mais a germinação. Para permitir a germinação, amolecendo o tegumento, é feito um tratamento dividido em duas partes:

1- banho em ácido sulfúrico por 5 a 10 min;
2- lavagem cuidadosa em água corrente.

As sementes, então, são colocadas para germinar em leito de sementeira, com substrato de areia. A germinação acontece em um prazo que varia de 10 a 20 dias depois da semeadura, com bons resultados.

Plantio do rizoma de Strelítzia

O processo de produção de mudas de estrelícia é cíclico: primeiro, cultiva-se a planta-mãe, para, depois, dividi-la, formando as plantas filhas. Daí em diante, esse processo se repete sucessivamente. 

O primeiro passo do processo de divisão do rizoma é a seleção da planta-mãe. Deve-se procurar as plantas mais vigorosas, com touceiras bem perfilhadas, onde possamos identificar perfilhos bem definidos e saudáveis, para se ter maior rendimento em termos de número de mudas.

Irrigação

É fundamental e deve ser feita com frequência suficiente para manter-se o solo sempre umedecido, devendo-se evitar o encharcamento.



fonte: http://www.tecnologiaetreinamento.com.br/ - http://www.tocadoverde.com.br/ - http://www.fazfacil.com.br/ - http://jardinet.blogspot.com.br/ - http://www.jardimdeflores.com.br/ - http://www.cpt.com.br/
Abraços, beijinhos! Falem comigo, ok? Vou adorar!


As fotos e imagens aqui publicadas, bem como seus direitos autorais, pertencem aos seus respectivos proprietários. A minha fonte de pesquisa de todas elas está citada em todos os posts. Caso você seja proprietário de alguma imagem e queira que o seu link seja mencionado, entre em contato comigo, para que eu possa fazer as devidas alterações. Se você levar alguma imagem, seja gentil e mencione sua fonte de pesquisa. PS: Neste blog ainda não se adotam as novas regras de ortografia