Pesquisar no blog

Como relaxar e se divertir

Gente, organização, pontualidade e consistência são muito incentivados nos locais de trabalho, nas escolas ou na criação dos filhos. 

Mas existe um ponto em que ficamos exigentes demais conosco. Pessoas que vivem sob muita pressão e sempre em busca do perfeccionismo costumam se sentir frustradas, pois nem todos agem desta mesma forma. 

Então, é HORA de "sair do casulo", parar de dar uma de "fugão e geladeira" (que ficam só em casa rsrsr - falaram isso pra mim aff) e buscar relaxar e se divertir.

Vamos aprender (juntos rsrs) um pouco COMO RELAXAR E SE DIVERTIR:



Observe seus comportamentos rígidos

Tire um tempo do seu dia para anotar sua rotina e suas regras. Em seguida, peça ao seu filho, parceiro ou colega para que avalie o quão rígidas parecem as ações que você anotou. Esse exercício não tem o intuito de fazê-la se sentir mal, e sim, fazê-la entender como sua rotina pode estar lhe trazendo uma sobrecarga emocional.

Experimente coisas novas

Experimente uma nova comida, um novo esporte, tipo de filme, desodorante, qualquer coisa! Use seu cérebro pra fazer coisas diferentes. Isso diminui a sua ansiedade e a torna mais flexível em outras situações da vida.



Abrace as oportunidades

Não diga “não” puramente pela força do hábito. Ao invés de pensar em 20 motivos para não fazer algo, pense em cinco razões pelas quais você deve fazê-lo. Considere o que é realmente grande e importante. Por exemplo: você não sentiu vontade de sair com amigos, mas quis preservar e reforçar suas amizades.

Foque só no que está fazendo

Não pense sobre todas as outras coisas que você precisa fazer. Isso não vai resolvê-las. Diminua a velocidade e se concentre no que está fazendo exatamente naquele momento. Isso diminuirá seu estresse e fará suas tarefas do momento serem melhor desempenhadas.



Mude

Você sempre faz as coisas por uma razão ou apenas por hábito? Comece a fazer as coisas de forma diferente. Escolha um novo caminho para ir ao trabalho, substitua o exercício atual por ioga, cozinhe coisas diferentes. Essa é uma ótima maneira de você ver como se sente sem a rigidez que lhe é tão comum.

Siga o fluxo

Este pode ser um desafio maior: permitir que outros assumam o comando. Tenha um dia em que o seu parceiro ou amigo planeja tudo, sem a sua opinião. Assim você se torna mais flexível em todos os outros aspectos da sua vida, de forma natural e espontânea.



Reconheça os sentimentos do próximo

Identifique as situações em que você está sempre no comando. Há outras pessoas na sua vida que merecem dar um outro ponto de vista? Eles podem ter parado de dar as suas opiniões, porque você não os reconhece, e modificar esse comportamento será um benefício para ambas as partes. Aprenda a ouvir mais os outros e a ser mais flexível em relação às suas opiniões.

Deixe quem convive com você ser livre

Deixe um pouco de ser controladora e pratique deixar as pessoas ao seu redor mais livres. Se o seu parceiro não dobrar as toalhas do jeito que você gosta, ou se as crianças não fizerem bem suas camas, apenas deixe-as serem assim. Manter o silêncio pode parecer um ato muito difícil, mas considere a liberdade que você vai ganhar em não ter que monitorar os outros. Isso irá tornar sua vida mais leve e com menos preocupações.



Monitore-se

Verifique seu vocabulário e modifique os “não pode”, “não deve” ou “não consigo”. Essas são frases típicas de quem não tem uma atitude flexível.

Pratique

Assim como você faz exercícios para fortalecer os seus músculos, você deve fazer o mesmo com seu pensamento e vocabulário, para tornar-se mentalmente flexível. Defina metas pequenas no início, como fazer uma pequena mudança a cada dia. Quanto mais você puder desafiar a si mesma para permitir novas experiências, mais fácil será para integrá-las em sua vida cotidiana.



Mas se o problema é dimdim...
Quando não se tem dinheiro, a melhor coisa a se fazer é dormir, afinal não se gasta dinheiro e ainda recarrega as energias. KKKK NÃO! NÃO MESMO! ISSO SÓ QUANDO MORRER...

Mas como a situação agora é sair com alguém sem dinheiro vamos pensar nas opções:

Cadê meu best friend para se divertir sem dinheiro comigo?

O primeiro passo é arrumar alguma pessoa que você goste, seja um primo, um namorado, ou um best, porque, mesmo que não façam algo extraordinário, você já estará feliz porque estará ao lado de quem curte.

Que tal escolher lugares bonitos que não precisam de pagar para entrar? Um parque, por exemplo. ADORO! Vale até aquele parque ecológico que tem no final da rua que você nunca foi. Um mirante ou uma lagoa são opções interessantes também.

E se gostarem de esportes, vale até uma caminhada ou um passeio de bike, skate e patins, o que acham? O a esplanada do mineirão é um ponto de encontro super divertido para esses esportes. 

Ou quem sabe ver filme ou série, que pode ser em casa, baixando da internet, ou no NetFlix, ideal para casais ou amigos, que querem ver aquele filme que perderam quando estava nos cinemas. Vale até fazer uma listinha com os filmes que nunca viram, que tal?



Cozinhem juntos

Fazer um brigadeiro, docinho de leite... Sei lá! Joga na internet que tem tudo lá.
Daqui uns dias aqui no blog vocês poderão encontrar super receitas rapidinhas e fáceis de fazer.

Jogos com os amigos

Juntou a galera e não sabem o que fazer? Vale a pena pegar aquele jogo de tabuleiro do armário, agrupar todo mundo e se divertir por horas jogando War, Detetive, Banco Imobiliário, Imagem e Ação (Eu simplesmente AMO esse jogo), Jogo da Vida, Scotland Yard, baralho e até videogame.





Cadê o amigo que manja do violão


Curtem música e por não terem grana não vão aquele show incrível? Pegue seu violão, sua guitarra e seu teclado, juntem os amigos que curtem um bom som e façam a sua própria música. Cantar nunca foi tão divertido!

Gente, o que vale é ser feliz! Larguem essa "carranca" pra lá, levantem a bunda do sofá e vá fazer a vida valer a pena!








fonte: https://www.dicasdemulher.com.br/noticias/10-maneiras-de-se-divertir-e-relaxar-segundo-a-ciencia/ | http://diariodaaninhacarvalho.com/o-que-fazer-quando-nao-se-tem-dinheiro/
Abraços, beijinhos! Falem comigo, ok? Vou adorar!


As fotos e imagens aqui publicadas, bem como seus direitos autorais, pertencem aos seus respectivos proprietários. A minha fonte de pesquisa de todas elas está citada em todos os posts. Caso você seja proprietário de alguma imagem e queira que o seu link seja mencionado, entre em contato comigo, para que eu possa fazer as devidas alterações. Se você levar alguma imagem, seja gentil e mencione sua fonte de pesquisa. PS: Neste blog ainda não se adotam as novas regras de ortografia